Acumulação, repetição e memória afetiva em
mostra de Reynaldo Candia na Galeria Virgilio

Artista cria instalação com pilhas de livros da enciclopédia Barsa,
vídeo, painéis de cartas de baralho e de azulejos estampados.
Abertura no dia 2 de abril, terça

A Galeria Virgilio inaugura no dia 02 de abril, terça-feira, às 20 horas, a mostra individual “JOGO DE MEMÓRIA” do artista paulistano Reynaldo Candia. Apresentada pelo curador Douglas de Freitas, a mostra reúne trabalhos realizados a partir do acúmulo de materiais de descarte como livros usados e cartas de baralho antigas.

Segundo o artista, a educação visual por meio de imagens impressas, e seu acúmulo, são ponto de partida para a realização da mostra. Não à toa, são tomos de livros de enciclopédia Barsa, daqueles encarnados, a base para a instalação ”Autocavado”, onde ele transforma três colunas de cerca de 40 livros em suporte para a criação de uma espécie de baixo-relevo em tamanho natural do seu próprio corpo. “Cresci rodeado por essas referências e não com o Google, daí meu interesse em fazer uso desse tipo de material, que hoje só acumula pó nos sebos”, atesta Candia.

A mesma discussão serve também de pano de fundo para os trabalhos de intervenção sobre imagens do artista. Fotografias antigas encontradas em meio aos livros, sebos e doadas por amigos, se articulam ou são sobrepostas a outras imagens através de perfurações, ou com o uso de um sistema de reflexão emprestado de um antigo brinquedo infantil para desenho, conhecido como “lousa mágica”. Essas estratégias têm como finalidade ampliar o estranhamento que essas imagens desconhecidas, mas familiares, provocam.

Cartas de baralho populares, algumas delas de cassinos, com a marca do picote lateral, também fazem parte das coleções de que Candia se vale em sua produção recente. A série de seis painéis “Jogo Apinhado” reúne diversos padrões, alguns bastante familiares das marcas Copag e Royal, outros não, de cartas que um dia foram usadas nos mais diversos jogos de mesa. Aqui, o interesse do artista recai sobre o potencial formal que essas padronagens inusitadas possibilitam a partir de procedimentos como recorte, colagem e justaposição.

A série de quatro painéis de azulejos, por sua vez, faz uso diverso do padrão do verso de cartas de baralho. Nela, Candia desloca a estampa de suporte, aplicando-a a um painel de seis azulejos brancos de 15 x 15 cm. Por fim, é apresentado um vídeo de um jogo de buraco onde não se ouve e tampouco de vê quem está jogando “numa espécie de anonimato lúdico”, segundo o artista.

O artista ainda ocupa o corredor da galeria, com uma instalação onde frases estabelecem uma metáfora entre nuvem e memória, são gravadas nas paredes do corredor. Essa gravação é feita pela remoção da camada de tinta e argamassa da parede, e acaba por invocar a própria memória do espaço.
Reynaldo Candia (São Paulo, 1975)
Graduado em “Belas Artes” pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo e em “Comunicação Social” pela Universidade Anhembi Morumbi. Sua formação é complementada com residência em Portugal, pela Fundação Bienal de Cerveira (2012), e por cursos livres de História da Arte no MASP, Fotografia no Instituto Tomie Ohtake, História da Pintura Brasileira e Fotografia Brasileira no Itaú Cultural. Participou de coletivas no Festival da Cultura Inglesa (2008), Salão de Arte Contemporânea de Ribeirão Preto (2009), Salão de Artes Visuais de Guarulhos (2010), Bienal do Recôncavo (2011), “Galeria Virgilio 10 anos” (2012), “Estratégias Pictóricas”, organizada na Casa de Cultura da Universidade de Londrina- UEL (2012) e da mostra “Residências 12”, organizada pela Fundação Bienal de Cerveira no Fórum Cultural de Cerveira, Portugal (2013). Realizou exposições individuais na Casa de Cultura da UEL, Galeria do Meio (São Paulo) e na Biblioteca Monteiro Lobato, em Guarulhos.


Evento: “JOGO DE MEMÓRIA”, exposição individual de Reynaldo Candia
Abertura: terça-feira, dia 02 de abril, às 20 horas
Período expositivo: de 03 de abril a 03 de maio de 2013

Local: Galeria Virgilio
Endereço: Rua Virgílio de Carvalho Pinto, 426
CEP 05415-020, Pinheiros, São Paulo - SP
Telefone: (55 11) 2373-2999
Horários: de segunda a sexta, das 10 às 19h; e sábados, das 10 às 17h
Entrada franca e livre

Informações para a imprensa:
Décio Hernandez Di Giorgi
www.adelantecultural.com.br
Tel.: (55 11) 9 8255 3338 (cel.)


Evento: “INTER SEÇÕES”, SP ESTAMPA 2013
Exposição de Márcio Pannunzio e Ana Alice Francisquetti
Abertura: terça-feira, dia 02 de abril, às 19 horas
Período expositivo: de 03 de abril a 30 de abril de 2013

Local: Galeria Virgilio
Endereço: Rua Virgílio de Carvalho Pinto, 426
CEP 05415-020, Pinheiros, São Paulo - SP
Telefone: (55 11) 2373-2999
Horários: de segunda a sexta, das 10 às 19h; e sábados, das 10 às 17h
Entrada franca e livre

rua dr. virgilio de carvalho pinto 426 Pinheiros | 05415-020 | São Paulo SP | +55 (11) 2373.2999